Um duplo erro

Inspetor Claudinei

Este fato ocorreu em 2009 quando eu trabalhava junto com o inspetor Arnaldo no 1º. andar do bloco B.

Naquele dia, eu terminara de olhar as salas do meu setor como fazemos normalmente, para verificar se os alunos não haviam esquecido nada. De repente chegou uma senhora, mãe de um aluno, não me recordo bem a turma, se era 1C3 ou 1C4, mas a sala era BT1, que fica no térreo do bloco B. Orientada por um inspetor da recepção a procurar o responsável pela sala do setor, ela chegou muito nervosa, acusando que o celular de seu filho fora roubado no colégio, dentro da sala de aula. Vendo a irritação da senhora, procurei acalmá-la para que eu pudesse ajuda-la, mas ela estava muito nervosa. Com calma, perguntei para o aluno a possibilidade de ter deixado o seu celular em outro local como laboratório, biblioteca ou no pátio. Convicto de suas palavras e acusações por parte da sua mãe, afirmava ter sido na própria sala de aula. Perguntei mais uma vez para o aluno se não estaria na mochila junto com o seu material. Categórica, a mãe logo respondeu pelo aluno:

– Não! Já olhamos a mochila!

Pedi educadamente para que olhassem mais uma vez com calma para ter certeza. E, para o equívoco da mãe, lá estava o celular. Foram embora, sem ao menos se desculparem.

Inspetor Claudinei

[youtube JiqQuT2G_H4]

O tombo na escada

Inspetor Cícero

Isto aconteceu comigo!

Este episódio aconteceu entre os meses de agosto e setembro de 2011.

Era uma manhã chuvosa naquele dia. Eu estava saindo apressadamente para ir comprar comida para alguns colegas de trabalho e para mim no restaurante da Rua Cubatão.

Foi quando, ao sair, não me dei conta de que os degraus da escada estavam molhados. Quando comecei a descer as escadas da portaria principal, pisei em falso e escorreguei. Tentei me equilibrar jogando o corpo e o peso sobre uma das pernas. Mas de repente apareceu um anjo salvador, o nosso porteiro e segurança Marcos Marinho, que, com sua agilidade e rapidez, ainda conseguiu me segurar por uma das mãos, para que eu não chegasse a cair totalmente no chão.

Fiquei tão constrangido e envergonhado no momento do tombo, que o segurança ao me perguntar se eu estava bem eu quase não respondi direito e tornei a escorregar novamente.

Inspetor Cícero

[youtube sTl9qU6Qa4U]